Encerramento Expedição Missão São Lucas – Vila Niwa Janeiro 2018

Quando os voluntários da Missão São Lucas chegaram à Vila Niwa na sexta-feira dia 12 de janeiro uma fila os aguardava. Eram moradores do local, ansiosos para receber todo o tipo de ajuda, desde atendimento médico até doações e auxílio social. O plano era realizar uma reunião antes dos trabalhos começarem para falar com a equipe, mas não deu tempo. Era hora de começar a mudar vidas e construir um novo futuro para a comunidade e seus moradores.  

A Missão São Lucas levou 90 voluntários e inúmeras doações para atender aquela comunidade. Em dois dias, pessoas que até aquele momento estavam completamente desamparadas, sem acesso a saúde, sem segurança e precisando de ítens básicos de higiene conheceram uma vida nova. Os voluntários prestaram atendimento médico, odontológico, ginecológico e psicológico.  

Os atendimentos foram separados em quatro espaços: atividades para as crianças, cortes de cabelo, núcleo médico e atividades sociais. Mesmo com a divisão, foi uma loucura organizar tudo com uma multidão de pessoas atendendo e sendo atendidas. Eram diversos profissionais de áreas diferentes dividindo o espaços sem qualquer conflito. E cada um fazendo o que podia para ajudar, independente da sua formação ou status, eram engenheiros limpando, médicos levando água para outros voluntários e cada um fazendo o possível para contribuir. Um verdadeiro clima de união, harmonia e vontade de mudar o mundo.  

Como retorno cada um dos atendidos mostrava um carinho incomparável para a equipe. Era sua maneira de agradecer por tudo que a Missão estava fazendo por eles. Além dos atendimentos médicos também foram distribuídos mais de 15.000 medicamentos, 150.000 peças de roupa e mais de 2.000 brinquedos.  

A Missão mudou vidas 

Desde o momento que os atendimentos começaram, a expedição da Missão São Lucas começou um trabalho paralelo: mudar vidas. Dentre os muitos voluntários que trabalharam para ajudar a todos os necessitados, estavam jovens da própria comunidade da Vila Niwa. Não eram jovens qualquer, eram pessoas que vivem em meio a violência e extrema falta de recursos.  

Eles trabalhavam como auxiliares, inclusive da equipe médica que atendia a demandas variadas de seus pacientes. Trabalhando junto a ótimos profissionais e vendo o maravilhoso trabalho de salvar vida eles se inspiraram. Ao fim da expedição o Dr. Ivan Vargas saiu com uma certeza: fez muito mais que atender pacientes na Vila Niwa, formou pessoas naquele lugar que vão mudar o mundo.  

Os jovens voluntários da Vila Niwa mudaram sua visão de mundo ao ver o trabalho de ajuda ao próximo que acontecia. Eles descobriram que podem se formar, podem ter profissão e crescerem para continuar este trabalho. Um deles inclusive relatou para o Dr. Ivan Vargas que adorou o trabalho de voluntário e que queria experimentar mais disso.  

Formando pessoas como essas a Missão São Lucas e seus voluntários conseguiram deixar para trás um legado importante na Vila Niwa. Seus jovens agora possuem a esperança para um futuro promissor, sem violência e com vontade de ajudar ao próximo.  

Atividades desenvolvidas 

O foco da expedição na Vila Niwa foi ajudar as crianças da comunidade. Por isso, além de organizar os atendimentos médicos, odontológico e cortes de cabelo os voluntários também organizaram atividades para as crianças na escolinha local. Eles dividiram as crianças por faixa etária e organizaram aulas e brincadeiras lúdicas adequadas para cada idade.  

Entre essas aulas os pequenos receberam orientações básicas para prevenção de doenças e conservar a saúde como aulas de escovação e higiene pessoal. Cada criança recebeu um kit da Colgate com pasta de dente, escova e sabonete. Depois foram ensinadas a escovar os dentes depois de cada refeição e lavar as mãos.  

Quem diria que num país tão grande como o Brasil diversas crianças ainda precisam de lições como essas? A equipe médica percebeu que essas realmente foram aulas necessárias já que atenderam diversas crianças com cáries e dentes mal cuidados. Isso se refletiu nos adultos da comunidade com problemas dentários sérios.  

Enquanto as atividades da expedição acontecia durante todo o final de semana, um outro grupo de voluntários atuava nos bastidores. A Missão São Lucas levou uma equipe de voluntários que trabalham com a organização e suporte às atividades. Incluiu uma equipe de cozinha que preparou mais de 1.200 refeições para todos os que estavam ali. A equipe também levou lanches que foram distribuídos entre as aulas e brincadeiras.