Começou a Expedição Vila Niwa, fique por dentro do andamento dessa ação!

No dia 12 de janeiro (sexta-feira) tem início a expedição 2018 da Missão São Lucas. A Missão está visitando a Vila Niwa em Rio Grande da Serra, comunidade com pouco acesso a serviços básicos de saúde e grande exposição à violência. Conheça um pouco mais sobre o que acontecerá nessa importante ação da Missão São Lucas e seus benefícios para a comunidade.

Ações da expedição 2018

A expedição desse ano tem ações divididas em três categorias:

  • Saúde;
  • Educação;

Ações de saúde

A Vila Niwa está há tempos sem acesso a serviços básicos de saúde, os serviços de postos de atendimento focado na saúde local foram suspensos deixando a população sem amparo. Por isso, a Missão leva profissionais para prestar atendimento nas áreas de clínico geral e ginecologia.

O serviço com mais urgência é o atendimento odontológico, para o qual a MSL providenciou cerca de 8 dentistas, que realizarão todo tipo de serviço, desde extração de dentes até restaurações. Entre esses profissionais estão dentistas que fazem próteses e dentaduras que devem atender os casos mais urgentes.

Para complementar as ações de saúde, a Missão promoverá educação preventiva para crianças. Um exemplo são as aulas de como se faz escovação e outros tipos de conhecimentos importantes para manter a saúde e o bem-estar em dia.

Ações de educação

O foco principal da Missão São Lucas na comunidade são as crianças, por isso os quatro dias de expedição terão uma programação diária de atividades. Os professores voluntários prepararam atividades lúdicas, recreativas e educacionais para garantir um espaço seguro e diferente para os pequenos.

As crianças da Vila Niwa vivem em uma situação de vulnerabilidade. Por ser uma região de limite de município o poder do Estado raramente alcança o lugar, fazendo com que o tráfico de drogas domine a região. Desta forma, a carência é geral, financeira e de falta de cuidados com a saúde, com a presença forte da violência e das drogas. Para mostrar a essas crianças que existe um modo de vida diferente, a Missão planejou suas ações com cuidado. A expedição conta inclusive com profissionais preparados para fazer o atendimento psicológico desses menores e ajudar na aproximação entre crianças e voluntários.

Ações sociais

A principal ação social planejada para a Vila Niwa é um grupo de cabeleireiros que fará cortes de cabelos e trabalhará a auto estima de pessoas da comunidade. São cabeleireiros de todo o país, incluindo nomes renomados, com alguns profissionais vindos de cidades um pouco distantes, como Curitiba.

Os voluntários também organizaram a distribuição de roupas, alimentos, brinquedos e itens de higiene pessoal e doméstica.

Por fim, também serão realizados trabalhosos religiosos de evangelização, conduzidos pela ONG de apoio da Missão, uma igreja. Assim os moradores da Vila Niwa conseguirão apoio material e espiritual para sua situação de risco.

Doações

A Missão São Lucas conseguiu arrecadar cerca de 200.000 itens de doação que já estão na Vila Niwa desde dezembro. Eles estão separados por idade, sexo, tamanho e outras categorias para facilitar o trabalho dos voluntários.

 

Situação da Vila Niwa

O Dr. Ivan Vargas comenta que a Missão já estava namorando a Vila Niwa para uma ação há algum tempo. Os voluntários inclusive já estavam ajudando e apoiando o local como podiam através de doações, prestando atendimento e contatos na comunidade.

A motivação para a expedição de 2018 veio de uma senhora moradora da Vila Niwa, que a Missão já ajudou anteriormente. Ela foi criada sem seus pais biológicos, com a ajuda de moradores de rua e em situação de pobreza extrema. Ao longo da vida essa senhora passou por diversos tipos de sofrimento, mas conseguiu superar as dificuldades e estruturar a própria família (mesmo continuando em situação precária). Hoje ela é guardiã dos filhos de seus irmãos e ainda cuida dos próprios filhos, chegando num total de 9 crianças sob sua tutela.

A Missão sempre é bem recebida pela população local, apesar de uma certa desconfiança da liderança do poder paralelo. A população está com uma expectativa muito alta, especialmente para receber atendimento médico e odontológico. Alguns até divulgaram a expedição pela região. Entre os voluntários estarão pessoas de Curitiba, Campinas, São Paulo, Santo André, e de várias outras cidades.

Planos futuros

Hoje as ações da Missão são divididas em duas partes. A primeira é uma ação de atendimento médico, odontológico e psicológico permanente. São diversos profissionais da área da saúde que atendem pacientes de forma gratuita nos seus consultórios e uma parceria com o Hospital Santa Virgínia que realiza todos os exames dos pacientes que necessitam desse tipo de atendimento.

A segunda parte são as expedições que geralmente acontecem a pedido de uma ONG parceira ou do reconhecimento de uma situação de fragilidade. Para isso a Missão vai até o lugar, aprende sobre ele e junta ONGs para fazer mudanças no lugar.

No caso da Vila Niwa a intenção é mostrar que apesar da miséria e violência onde elas vivem, existem possibilidades de melhora e desta maneira criar esperança nas pessoas, mostrar que existe uma realidade diferente e possibilidades de vida melhores. Havendo pedido de socorro a Missão consegue intervir.

No futuro a Missão São Lucas pretende consolidar e ampliar suas ações permanentes de atendimento à população de maneira gratuita. Para isso o sonho é conseguir o hospital da missão, um hospital fixo, e um hospital de campanha para levar nas expedições.